Sábado, 12 de Abril de 2008

Um Par Im

Passo os dias a escrever sobre a vida de outros.
Outros… porque não me interessam para nada. Isto é uma coisa, é a minha vida, aquilo é outra coisa, é a vida dos outros.

Mas passa…como a chuva de Abril na renascida Primavera, pertence-lhe, é inevitável, e ao menos é Primavera, ao menos tenho-a.

 


As sementes que cultivo são uma coisa, as flores que apanho são outra. Um pescador tem de apanhar peixes, quando eu apanho histórias, alimento muito mais do que preciso. Um par de histórias, por uma estória impar. Alimento o sonho de sempre…
when I was just a little girl….Quem será será…e não o é sem passar por estas outras coisas. O pior, ou o melhor, são estas, que me passam pela cabeça instantânea e constantemente, inquieta e apaixonadamente, como se pudesse escrever um livro num só dia…o primeiro seria da poesia evaporada, condensada na alma.


foto: Stefan Rohner


solto por anacanela às 19:16
| comentar | favorito
2 comentários:
De Perfeito Estranho a 14 de Abril de 2008 às 08:54
Eu não pediria um livro num só dia , peço antes que doseies essa montanha de sentimentos e ideias para levares o blog para a frente !!

Parabéns gostei do que li , mais tarde virei cá com mais calma .


Beijinhos do Estranho


De Sandro a 18 de Abril de 2008 às 10:45
"como a chuva de Abril na renascida Primavera, pertence-lhe, é inevitável, e ao menos é Primavera, ao menos tenho-a." Nunca tinha pensado na chuva de Abril assim... Dá-nos um ânimo diferente para passar por ela.

O livro que escrevesses num dia, eu lia-o num dia também. De certeza.

Um beijo..


Comentar post

.essência

A vida é uma mão cheia de areia ... a escorrer por entre os dedos do tempo, e no nosso espaço interior cria dunas de poesia

.últimos grãos

. mea culpa

. ao fundo

. ...

. aquilo que era único

. entre vistas

. ...

. Um Par Im

. cor

. Sem pena

. respirar

.pelo areal

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.subscrever feeds